SEAAC e FEAAC garante ganho no valor de R$ 47.812,66 aos empregados de contabilidade e assessoramento

A entidade laboral representante das categorias de contabilidade e assessoramento, perícias, informações e pesquisas conseguiram, como garantia em norma coletiva: reajuste salarial, piso mínimo salarial, garantia de que os empregados não recebam salários inferiores aos previstos em norma, auxílio refeição ou alimentação, gratificação por tempo de serviço, estabilidade após retorno de férias, horas-extras, complementação do auxílio previdenciário, seguro de vida e outros direitos unicamente contidos na norma coletiva e não previstos na legislação.

Abaixo, elaboramos um demonstrativo com os benefícios garantidos pela luta do sindicato laboral e quanto o empregado pode perder sem esta negociação.

*O exemplo é apenas tendo como base o piso salarial da convenção coletiva de trabalho das categorias de contabilidade e assessoramento, perícias, informações e pesquisa.

Apesar de tudo, alguns empregados em virtude de notícias erroneamente divulgadas pela mídia, manifestaram sua contrariedade à entidade sindical laboral, demonstrando-se contrários a todas as conquistas e não querendo contribuir com a entidade a garantir seu reajuste salarial anual e demais direitos contidos na norma coletiva, que tem força de lei e obriga os empregadores a seguirem-na.

Conforme decisão do Supremo Tribunal Federal, em 12 de setembro de 2023 (ARE 1018459), É constitucional a instituição, por acordo ou convenção coletivos, de contribuições assistenciais a serem impostas a todos os empregados da categoria, ainda que não sindicalizados”.

A contribuição assistencial ou taxa negocial está previsto em convenção coletiva, mas a mídia e grande parte dos trabalhadores não querem colaborar nem com taxa negocial de R$ 150,00/ano, cerca de R$ 12,50/ mês, que equivale a somente 0,31%, para ter uma garantia mínima de R$ 30.265,47, totalizando R$ 47.812,66.

Os trabalhadores quando se colocam contrários à entidade sindical laboral, automaticamente se colocam contra seus próprios direitos!

O que você perderia sem uma entidade que lhe garanta reajuste e demais benefícios?

Analise e faça suas contas.

Sem o sindicato não haverá uma norma coletiva e os trabalhadores não receberão os benefícios nela contidos, nem conquistarão melhores condições de trabalho, principalmente reajuste salarial. Afinal, o empregador não é obrigado e não beneficiará seus trabalhadores sem um instrumento coletivo que o obrigue a isso.

A colaboração de todos para que a entidade possa continuar seu trabalho na defesa dos direitos e interesses da coletividade é FUNDAMENTAL.

Reflita!! Pense nisso!!!

Valorize a negociação coletiva! Se a entidade não negociar por você, quem será negociado será você!!

Se você for contra a entidade que lhe garante direitos, amanhã o prejuízo será todo seu.

FORTALEÇA SUA ENTIDADE, DEFENDA SUA LUTA PARA GARANTIR SEUS DIREITOS!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 3 =